Eu confronto os dragões, os truques por trás dos batuques, os vilões por trás dos violões,  os impostores por trás dos tambores,  o sindicato de ladrões, nossos produtores.

Safados, atrás dos cifrões, os empresários e políticos enchem os caminhões…. Containers e vagões.

Ganham milhões e milhões por terra, mar e ar.  O negócio é faturar!

É eu mesmo no estilo Solana Star!

Quando a situação é grave, se organizar, a concentração é a palavra chave!

Doa a quem doer, eu não acredito em você, não acredito no sucesso, não acredito na TV, não acredito no que me vem impresso…

Acredito em ordem e progresso quando o povo tem acesso ao inverso!

Então dá um dois no kank! hehe

A válvula de escape com motor de arranque!

Telas grandes nos seus lares,  pequenas nos seus celulares,  através delas vejo tudo ir pelos ares.

Vou vender ingresso para o show do fim do mundo a preços populares… Vamos por partes!

Condecorado com bravura,  filho da ditadura, ten kisses green por água pura, pra geração futura, ouve o coração mais alto, quando ele murmura,  tenta te livrar da morte prematura.

Pega a reta e desinfeta, porque você mente… mas não mente à altura!

Reuniões à revelia,  sorridente na sua frente, desfaz o disfarce, eu vejo, a verdadeira face se revelaria… esvazia o pente.

Não acredito no crédito, não acredito em canalha,  não acredito no futuro do pretérito. Eu acredito em honra, por isso eu honro a minha medalha de honra ao mérito.

Ando em solo intrépido, tem sangue que não esquece que você cumpade,  tá no débito…

Não adianta abafar o caso, chamar atenção pra outro assunto…

No prestígio, no litígio, lado a lado, tamo junto!

Na miséria e violência em volta, eu vou meter a bota na bunda da compreensão… (entorta!)

Missão que nunca aborta, abram o caminho, fechem as janelas e as portas.

Vou marchando agora na hora da zona morta, o veneno que você destila vai servir de soro, efeito bumerangue pro seu mau agouro

O homem versus kank

Até que o sangramento estanque!

Anúncios
    • Jessica
    • 9 de outubro de 2009

    amoooooooooooo o pinto dele parece com o do mendigo que eu vi pelado na rua aquela vez!
    nooooooooooooojo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: